Registo Notarial da APSIOT: síntese/processo

 

Na primeira metade dos anos 80 do século passado desenvolveram-se algumas tentativas para criar uma associação de sociologia, que resultaram nalgumas clivagens e dificuldades práticas de articulação e consenso. Todavia um conjunto de sociólogos da área da SIOT (Sociologia Industrial, das Organizações e do Trabalho) prosseguiu com as reflexões acerca da necessidade de organizar a Sociologia em Portugal e realizou, inclusivamente, o 1º Encontro Nacional de Profissionais em SIOT no dia 24 de Maio de 1984, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL), no Monte da Caparica, que aprofundou a necessidade de criação de uma associação.

Entretanto foi constituída uma Comissão Instaladora, presidida pelo Professor da FCT-UNL, José Baptista, que desenvolveu o processo de constituição da APSIOT.

As reflexões continuaram e no dia 1 de Dezembro de 1984, realizou-se a 1ª Conferência/Debate do ciclo Comissão Organizadora do II Encontro Nacional de Profissionais em Sociologia Industrial, das Organizações e do Trabalho (COSENP/SIOT), com o tema: "DEMOCRACIA INDUSTRIAL NA EUROPA, JAPÃO, EUA e o CASO PORTUGUÊS".

Estas iniciativas culminaram com a Constituição e Registo Notarial da APSIOT, no 17º Cartório Notarial de Lisboa, no dia 20 de Junho de 1985. No dia 14 de Dezembro de 1985 realizou-se a 1ª Assembleia Geral da APSIOT, onde o Professor José Baptista fez a síntese do processo de constituição da APSIOT e propôs a primeira Mesa da Assembleia Geral. De seguida foi feita a apresentação da lista A, única, que foi aprovada por unanimidade. No dia 18 de Dezembro de 1985 realizou-se a tomada de posse dos primeiros Órgãos Sociais eleitos da APSIOT, tendo como Presidente do Conselho Executivo o Professor José Baptista.

Já a 9 de Janeiro de 1991, a APSIOT foi reconhecida pessoa colectiva de utilidade pública, pela Presidência do Conselho de Ministros.

Partilhar | Redes Sociais

Partilhar | Email