A segurança nos locais de trabalho é um tema relativamente pouco explorado em termos de produções teórico-empíricas inscritas na área de conhecimentos da Sociologia do Trabalho e das Organizações. Este artigo analisa a segurança no trabalho tendo em conta a problemática da aplicabilidade prática da legislação oficialmente imposta aos contextos de trabalho, no caso concreto de uma empresa de construção. À luz de diferentes formulações teórico-conceptuais no domínio do estudo das organizações, o texto divulga os principais resultados obtidos a partir do estudo empírico que se subdividiu em dois grandes planos de análise. Um incide no domínio comportamental e procura identificar fluxos de comunicação e práticas de prevenção (na vertente individual e colectiva). O outro, centra-se ao nível avaliativo e pretende analisar a percepção do risco de acidente de trabalho e a instrumentalidade dos meios de protecção individual.