Este artigo tem como base uma investigação sociológica realizada numa zona crítica em termos de desemprego: a Azambuja. Trata-se de um trabalho de pequena dimensão territorial, mas que analisa a problemática do desemprego em profundidade. Para além de contribuir para um conhecimento de uma problemática ainda pouco explorada, procurámos ainda criar condições para o desenvolvimento local no que se refere ao emprego, de modo a que agentes e actores locais se empenhassem de forma conjunta numa problemática que estão habituados a equacionar, em geral, de forma individualizada. Para tal adoptámos uma metodologia que acrescenta à investigação tradicional, a componente acção.