No presente artigo são apresentados os principais resultados de um projecto de investigação. O objectivo do estudo era o de analisar as repercussões da modernização organizacional e tecnológica de empresas do sector têxtil nos perfis profissionais dos trabalhadores. Procuramos aqui dar resposta às seguinte questões: as mudanças tecnológicas e as opções organizacionais implicam a renovação dos perfis profissionais dos recursos humanos? A introdução de nova tecnologias e/ ou de novos modelos organizacionais nos sistemas de trabalho conduzem a uma requalificação ou a uma desqualificação dos trabalhadores? Concluímos neste estudo que a mudança organizacional e/ ou a introdução de novas tecnologias dão origem a uma redefinição das situações de trabalho, aqui exige uma recomposição dos perfis profissionais, provocando todavia efeitos contraditórios sobre a qualificação, não sendo possível aceitar à priori a ideia de uma única tendência no sentido da requalificação ou da desqualificação dos trabalhadores.